Brasil: serviço Drive-In para escapar da epidemia

BRASÍLIA, Brasil – Ao pôr do sol na capital brasileira, dezenas de carros faziam fila, lotados de passageiros que se preparavam para desfrutar de um dos poucos passatempos permitidos na era do distanciamento social: assistir a um filme no cinema.

Com uma lanterna vermelha na mão, Geir de Souza conduziu os motoristas pela entrada do cinema e os encaminhou para as vagas designadas no estacionamento. Ele disse a cada um deles: “Cada carro deve respeitar a distância e deixar uma vaga de estacionamento livre entre vocês”.

O cinema drive-in de Brasília funcionava com apenas 150 carros, cerca de um terço do espaço. Oferece três exibições diárias, com um filme infantil às 18h seguido de dois filmes para adultos. O cinema drive-in tem 47 anos e é um dos únicos espaços ao ar livre em funcionamento no Brasil. Foi fechado no início da pandemia, mas reabriu ao público no início de abril.

Minutos antes do início do show, as pessoas retiraram do porta-malas dos carros pipoca e salgadinhos que trouxeram de casa. As crianças sentadas nos bancos traseiros dos carros ficaram muito entusiasmadas.

[CORONAVIRUS: Click here for our complete coverage » arkansasonline.com/coronavirus]

Uma mãe trouxe consigo os dois filhos depois de estarem em quarentena desde março.

Num estacionamento próximo estava Edoardo Cavalcanti, que veio com os três filhos. Ele preparou uma cadeira para sentar do lado de fora do carro, deixou as filhas nos bancos da frente e jogou o filho no teto do carro. A partir daí, o menino teve uma visão melhor do filme de animação Pé Pequeno, sobre um humano que vai morar em uma vila habitada por Yetis.

READ  Este curta-metragem segue a história da primeira árbitra que foi banida por seus mandatos

“Meus filhos não aguentavam mais ficar dentro de casa. Minha esposa viu o anúncio do serviço de carro e sugeriu que viéssemos. Era a única opção para sair de casa com segurança”, disse Cavalcanti.

foto

foto

foto

Notícias do Noroeste datadas de 06/05/2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *