Brasil realiza eleições históricas com Lula contra Bolsonaro

Rio de Janeiro — Os brasileiros votaram no domingo em uma eleição altamente polarizada que pode determinar se o país leva a esquerda de volta à quarta maior democracia do mundo ou mantém a extrema-direita no poder por mais quatro anos.

A disputa coloca o atual presidente Jair Bolsonaro contra seu adversário político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Há outros nove candidatos, mas seu apoio está diminuindo para Bolsonaro e Lula. As assembleias de voto abriram às 11:00 GMT (07:00 EST; 08:00, horário de Brasília).

Pesquisas recentes deram a Silva uma grande vantagem – a última pesquisa do Datafolha publicada no sábado descobriu que 50% dos entrevistados que pretendem votar em um candidato disseram que votariam em Lula, em comparação com 36% em Bolsonaro. O Polling Institute entrevistou 12.800 pessoas com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Agatha de Carvalho, 24, chegou à sua assembleia de voto local no bairro operário de Rossina, no Rio de Janeiro, pouco antes da abertura, esperando poder votar antes do trabalho, mas encontrou mais 100 seguidos. Ela disse que votaria em Lula e chamou Bolsonaro de “horrível”.

Muitas pessoas morreram com isso durante a pandemia. “Se ele não tivesse feito algumas das coisas que fez, algumas dessas mortes poderiam ter sido evitadas”, disse ela.

O governo de Bolsonaro foi marcado por uma retórica incendiária, seu teste de instituições democráticas e suas críticas generalizadas ao manejo da pandemia de COVID-19 e ao pior desmatamento na floresta amazônica em 15 anos.

Mas ele construiu uma base dedicada ao defender os valores tradicionais da família, rejeitando o politicamente correto e apresentando-se como protegendo a nação das políticas de esquerda que infringem as liberdades pessoais e produzem turbulência econômica.

READ  Bridgestone expande fábrica de pneus no Brasil - novamente

Também em Rosinha, o metalúrgico Manuel Bentadinho, de 65 anos, disse que votou em Bolsonaro e não o culpou por tempos econômicos difíceis.

“A epidemia destruiu tudo e a inflação já está alta”, disse Bentadinho. “Não é culpa dele.”

A lenta recuperação econômica ainda não atingiu os pobres, com 33 milhões de brasileiros passando fome apesar do aumento dos pagamentos de assistência social. Como muitos de seus vizinhos latino-americanos que estão lidando com a alta inflação e um grande número de pessoas excluídas do emprego formal, o Brasil está considerando uma mudança para a esquerda política.

Gustavo Petro, da Colômbia, Gabriel Poric, do Chile, e Pedro Castillo, do Peru, estão entre os líderes de esquerda na região que tomaram o poder recentemente.

Há chance de Lula vencer no primeiro turno, sem a necessidade de segundo turno em 30 de outubro. Para isso, ele precisaria de mais de 50% dos votos corretos, o que elimina cartões danificados e em branco. O Brasil tem mais de 150 milhões de eleitores elegíveis e o voto é obrigatório, mas as taxas de abstenção podem chegar a 20%.

Uma vitória definitiva aumentaria o foco na reação do presidente à contagem, já que ele questionou repetidamente a credibilidade não apenas das pesquisas de opinião, mas também das urnas eletrônicas. Analistas temem que ele tenha lançado as bases para rejeitar as descobertas. A certa altura, Bolsonaro alegou ter provas de fraude, mas não forneceu nenhuma, mesmo depois que a autoridade eleitoral estabeleceu um prazo para fazê-lo. Ele disse recentemente em 18 de setembro que, se não vencer no primeiro turno, algo deve ser “anormal”.

Os dois favoritos têm grandes bases de apoio: evangélicos e brancos para Bolsonaro e mulheres, minorias e pobres para Lula.

READ  PicPay permite que 65 milhões de usuários comprem Bitcoin

Da Silva, 76, vai votar no estado de São Paulo, onde já foi metalúrgico e dirigente sindical. Ele saiu da pobreza para a presidência e é creditado com a construção de um extenso programa de bem-estar social durante seu mandato de 2003-2010 que ajudou a elevar dezenas de milhões para a classe média.

Mas ele também é lembrado pelo envolvimento de seu governo em escândalos de corrupção generalizados que deixaram políticos e executivos perplexos.

As condenações de corrupção e lavagem de dinheiro de Lula levaram a uma sentença de 19 meses de prisão, mantendo-o fora da corrida presidencial de 2018 que as pesquisas indicavam que ele estava liderando contra Bolsonaro. Mais tarde, a Suprema Corte anulou as condenações de Lula sob a alegação de que o juiz era parcial e conivente com os promotores.

Bolsonaro, que vai votar no Rio de Janeiro, cresceu em uma família humilde antes de ingressar no exército. Ele acabou se voltando para a política depois de ser forçado a deixar o exército por sua pressão pública para aumentar os salários dos soldados. Durante seus sete mandatos como legislador marginal na Câmara dos Deputados, ele expressou regularmente nostalgia pela ditadura militar de duas décadas do país.

Sua abertura às forças armadas levantou temores de que sua possível rejeição dos resultados das eleições pudesse ser apoiada por oficiais superiores.

Tradicionalmente, a participação das forças armadas nas eleições limita-se a levar máquinas de votação para comunidades isoladas e aumentar a segurança em áreas de violência. Mas este ano, Bolsonaro propôs aos militares que seja feita uma contagem paralela dos votos.

Enquanto isso não se concretizou, o Ministério da Defesa disse que apresentaria os resultados da auditoria em mais de 380 assembleias de voto em todo o Brasil. Qualquer cidadão ou entidade pode fazer o mesmo, e consultar o escrutínio disponível em cada estação após o encerramento da votação e online.

READ  Bolsonaro grita extraordinariamente calmo após perder a eleição

Como a votação é feita eletronicamente, os resultados preliminares geralmente são divulgados em minutos, e o resultado final fica disponível após algumas horas. Este ano, todas as urnas serão encerradas às 17h, horário de Brasília (16h EST; 2000 GMT), independentemente de quais regiões estejam nos fusos horários subsequentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.