Brasil prepara novos regulamentos para fontes de fintech de rápido crescimento

Uma foto do logotipo do Nubank, uma fintech brasileira, é vista na sede do banco em São Paulo, Brasil, em 19 de junho de 2018. REUTERS/Paulo Whitaker/File Photo

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

BRASÍLIA (Reuters) – O governo brasileiro planeja publicar novos regulamentos de tecnologia financeira nesta sexta-feira após consultas públicas ao banco central, disseram três fontes à Reuters nesta quinta-feira.

Eles disseram que os regulamentos para empresas de tecnologia financeira foram discutidos em uma reunião extraordinária do Conselho Monetário Nacional, que supervisiona o sistema financeiro e monetário do Brasil. A reunião continuará na sexta-feira.

O aviso público foi publicado há um ano, após reclamações de bancos grandes e bem estabelecidos de que as fintechs estavam recebendo tratamento especial com regulamentações frouxas mesmo quando se tornaram grandes demais.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

No entanto, as autoridades brasileiras disseram que tentarão continuar incentivando as startups à medida que as fintechs trazem inovação e aumentam a concorrência que vem fazendo os grandes bancos melhorarem suas operações.

As consultas apontaram para a necessidade de aumentar os requerimentos de capital para fintechs maiores como Nubank, PagSeguro (PAGS.N) e Stone (STNE.O).

As novas regulamentações provavelmente serão anunciadas enquanto o Nubank, a fintech mais proeminente do Brasil, se prepara para uma oferta pública inicial em Nova York que espera que avalie a empresa em quase US$ 50 bilhões. Esse número classificaria o Nubank como a instituição financeira mais valiosa da América Latina, mais do que o maior banco do Brasil, o Itaú Unibanco (ITUB4.SA).

(Relatório Marcela Ayres). Escrito por Anthony Buddle; Edição por Sandra Mahler

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.