Brasil anuncia cortes de financiamento e impostos para impulsionar o setor

BRASÍLIA (Reuters) – O governo brasileiro divulgou nesta quinta-feira uma série de iniciativas destinadas a impulsionar a indústria nacional, com foco particular no setor automotivo, que tenta modernizar sua frota e reduzir os preços dos carros para os consumidores.

As medidas, incluindo cortes de impostos e financiamento adicional apoiado pelo Estado, foram anunciadas depois que autoridades do governo se reuniram com líderes empresariais em Brasília, onde discutiram maneiras de reindustrializar a maior economia da América Latina.

O vice-presidente Geraldo Alcmene disse que o banco estadual de desenvolvimento BNDES fornecerá R$ 4 bilhões (US$ 799,47 milhões) em financiamentos denominados em dólares para a indústria doméstica, enquanto os impostos federais cobrados sobre alguns carros serão reduzidos.

Ele disse que o governo deve fazer um esforço para reduzir o chamado “custo brasileiro” de fazer negócios no país, acrescentando que as taxas de câmbio agora estão “competitivas” enquanto as taxas futuras estão caindo.

“Nossa frota está envelhecendo e a indústria passa por dificuldades por causa da falta de crédito”, disse o vice-presidente, que também é ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio do governo Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele observou que, além do crédito adicional do BNDES para todos os setores, o governo também reduzirá o PIS e a COFINS federais incidentes sobre veículos de até R$ 120 mil para reduzir o preço final e aumentar as vendas.

Ele disse que os descontos chegariam a 10,79%, levando o chefe da associação de montadoras Anfavea a estimar que o Brasil provavelmente seria capaz de vender carros abaixo do nível psicológico de 60.000 reais.

“Quanto menor e mais caro o carro, maior o corte de impostos”, disse Alckmin, acrescentando que veículos pouco poluentes terão prioridade no novo estímulo do governo.

READ  Conservadorismo no Brasil em ascensão apesar da vitória do esquerdista Lula: The Wall Street Journal

Carros compactos como o Renault Kwid e o Fiat Mobi estão entre os mais baratos do Brasil no momento, mas ambos vendem acima da marca dos 60 mil reais.

(US$ 1 = 5,0033 riais)

(Reportagem de Lisandra Paraguaso) Edição de Stephen Grattan e Aurora Ellis

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *