Bolsonaro se opõe a perder as eleições brasileiras e quer que os votos sejam invalidados

BRASÍLIA, Brasil (AP) – Mais de três semanas depois de perder sua candidatura à reeleição, o presidente Jair Bolsonaro culpou nesta terça-feira um bug de software e exigiu que a autoridade eleitoral anule os votos lançados na maioria das urnas eletrônicas do Brasil, embora especialistas independentes digam que o erro não é tão não afeta a confiabilidade dos resultados.

Marcelo de Pesa, o advogado que apresentou o pedido de 33 páginas em nome do presidente e seu partido liberal, disse a repórteres que tal ação deixaria Bolsonaro com 51% dos votos válidos restantes – e uma vitória na reeleição.

A autoridade eleitoral já declarou vitória do inimigo de Bolsonaro, o ex-presidente esquerdista Luiz Inácio Lula da Silva, e até muitos aliados do presidente aceitaram os resultados. Manifestantes em cidades de todo o país se recusaram firmemente a fazer o mesmo, especialmente com Bolsonaro se recusando a ceder.

O líder do Partido Liberal, Waldemar Costa, e um auditor contratado pelo partido disseram a repórteres em Brasília que sua avaliação constatou que todas as máquinas anteriores a 2020 – cerca de 280.000 delas, ou cerca de 59% do total usado no segundo turno de 30 de outubro – faltavam para o perfil individual. números nos registros internos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.