Bolsonaro espera que novo plano de previdência aumente as chances de reeleição

Na próxima semana, o governo brasileiro lançará um programa de bem-estar social aprimorado para os cidadãos mais pobres do país, aumentando os temores dos investidores de que o governo Jair Bolsonaro esteja abandonando a retidão fiscal e se concentrando nas eleições no próximo ano.

Com a popularidade de Bolsonaro na década de 1920, muitos analistas políticos veem o Auxeo Brasil – substituindo o plano Bolsa Família de longa data – como uma manobra para aumentar a popularidade do presidente de extrema-direita antes das eleições de outubro.

Os investidores também reagiram com consternação, pois as bolsas de valores caíram no final do mês passado, quando ficou claro que o governo pretendia contornar o teto de gastos obrigatório – considerado um importante pilar fiscal – para pagar os subsídios de reforço. O índice de ações “Bovespa” caiu cerca de 20 por cento desde junho, enquanto a moeda local se aproximou de seus mínimos recordes de 5,5 riais por dólar.

“Bolsonaro sempre foi contra o Bolsa Família – ele sempre odiou como ‘o dinheiro de sempre para preguiçosos’ etc., mas ao mesmo tempo ele sabe que precisa dar algo às pessoas para que ele possa ser reeleito”, disse Philippe Campant, professor brasileiro de economia na Jones University, Hopkins em Baltimore.

O Auxílio Brasil deve fazer seu primeiro pagamento em 17 de novembro e atingirá cerca de 14,6 milhões de domicílios, acima dos 13,9 milhões que receberam o Bolsa Família, que durou 18 anos antes de ser encerrado neste mês.

Uma política social marcante para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu PT de esquerda, o Bolsa Família ganhou reconhecimento internacional por reduzir a pobreza extrema no Brasil em até 25%.

READ  Novo CEO do Banco do Brasil para acompanhamento da eficiência e missão de venda de ativos

Espera-se que o novo sistema distribua quase 18% a mais do que a média de R$ 189 (US$ 33) concedida por mês aos beneficiários do Bolsa Família.

No entanto, o governo Bolsonaro espera aumentar ainda mais esse valor. O governo quer economizar R$ 400 por mês durante todo o ciclo eleitoral até dezembro do ano que vem.

“O Auxílio Brasil não tem valores totalmente definidos nem garantia de recursos no orçamento federal, apesar da intenção positiva de aumentar o valor que será repassado às famílias”, disse Katia Maya, diretora da Oxfam Brasil.

“Mais uma vez o governo federal está mostrando sua incompetência e incompetência na gestão de políticas públicas, principalmente aquelas voltadas para os mais vulneráveis.”

Para liberar os recursos necessários para pagar R$ 400, o governo pretende contornar o limite constitucional de gastos que limita os aumentos orçamentários em linha com a inflação. O Congresso aprovou a regra em 2016 com o objetivo de restaurar o financiamento público, e é vista como um dos pilares da credibilidade econômica do Brasil.

Um projeto de lei no Congresso propõe alterar o período de referência para cálculo da inflação para elevar o “teto”, bem como atrasar o pagamento de algumas dívidas estaduais ordenadas pela Justiça. Combinadas, essas medidas vão economizar R$ 91,6 bilhões (US$ 16 bilhões) para novos gastos no orçamento do próximo ano, segundo o governo.

No entanto, os críticos temem que parte do dinheiro liberado não vá para o novo programa de bem-estar, mas para orçamentos parlamentares opacos que poderiam ser distribuídos a projetos apoiados por parlamentares em troca de apoio político.

READ  Saraiva de Carvalho, estrategista da Revolução dos Cravos em Portugal, morre aos 86 anos

Na semana passada, um juiz da Suprema Corte suspendeu temporariamente esses pagamentos no orçamento de 2021, e uma decisão completa é esperada pelos juízes em breve.

O projeto de lei, uma emenda constitucional, foi aprovado no segundo de dois votos delegados na Câmara dos Deputados na noite de terça-feira. Arthur Lyra, o presidente da Câmara dos Deputados, havia dito anteriormente que a aprovação mostra “o compromisso do Congresso com os mais desfavorecidos”. Agora deve ser ratificado duas vezes no Senado.

“Lira diz que precisamos repassar isso porque senão não haverá dinheiro para os pobres. Mas no final ele quer dinheiro para orçamentos paralelos – as coisas que eles usam para manter o poder”, disse Campanti.

Embora as disposições da legislação signifiquem que o teto financeiro não é tecnicamente violado, alguns investidores argumentam que adiar as obrigações do Estado equivale a um inadimplemento.

Muitos dos investidores que compram dívidas contenciosas circulantes também estão financiando empréstimos regulares do governo, disse Cesar Collier, diretor-gerente da firma de private equity Siguler Guff, explicando que muitos dos investidores que compram dívidas contenciosas circulantes.

“Dólar [exchange rate] Torna-se volátil, o mercado de ações também, e os investimentos de longo prazo perdem o apelo, principalmente nos lugares onde mais precisamos deles – energia, infraestrutura, saneamento. “

Com a inflação de dois dígitos, a preocupação é que a falta de controle sobre as contas públicas leve a novas altas de preços. A dívida pública total do Brasil já é de 83% do PIB.

Os sociólogos também criticaram o término repentino do altamente respeitado projeto Bolsa Família e a implementação acelerada do Auxílio Brasil.

READ  Crusader Kings 3 volta sua atenção para Espanha e Portugal

A influência do Bolsa Família foi profundamente expressiva. “Reduziu a pobreza de maneira importante, mas também trabalhou em outras dimensões, como ampliar o acesso à saúde e à educação”, disse Leticia Bartholo, ex-funcionária do governo responsável pelos programas de assistência social.

Isso causou menor mortalidade infantil e materna e aumentou as taxas de matrícula escolar. Tinha buracos – a inflação estava consumindo seu verdadeiro valor. Mas o Auxílio Brasil não sugere abordar as lacunas. Complica a transferência de renda para os mais pobres porque cria muitos outros benefícios baseados no mérito, que competem no orçamento com a transferência primária”.

Marcelo Neri, economista da Getúlio Vargas, disse: “Você está substituindo um programa simples que funciona bem por um programa complexo”.

Reportagem adicional de Carolina Inguesa em São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.