Bolsonaro diz que Covid vai durar para sempre e o isolamento não leva a lugar nenhum

Fotógrafo: Andressa Anholete / Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro rejeitou medidas de distanciamento social, já que o Brasil registrou mais de 9 milhões de casos de Covid-19, indicando que a população precisará aprender a conviver com o vírus.

“Este número de Covid continuará por toda a vida”, disse ele em sua transmissão ao vivo semanal na Internet nas redes sociais, acrescentando que os esforços das autoridades locais para impor novamente medidas restritivas “não vão levar a nada.”

O Brasil tem lutado para importar e produzir vacinas suficientes para proteger sua população de 210 milhões, com menos de 1,5 milhão de doses até agora. A lenta campanha de vacinação está pesando sobre as perspectivas econômicas do país, já que a segunda onda do vírus está pressionando o sistema público de saúde, obrigando as autoridades a reimpor as restrições ao comércio e à movimentação.

Leia mais: Brasil começa a discutir mais ajuda financeira em meio à escalada do vírus

À medida que os casos de vírus aumentam, crescem os apelos para outra rodada de doações em dinheiro para os brasileiros pobres, levando o Ministério da Economia a começar a trabalhar em alternativas para financiar os gastos extras.

No entanto, Bolsonaro reiterou que a capacidade de sustentabilidade da dívida do governo para fazer mais pagamentos de emergência “atingiu seus limites”.

READ  Copa América: Argentina derrota o Brasil por 1 a 0; Messi ganha seu primeiro título

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *