Argentina e Messi matam os demônios ao derrotar o Brasil na final da Copa América

Duas longas secas terminaram no sábado na final da Copa América: a Argentina conquistou seu primeiro grande título desde 1993 com uma vitória por 1 x 0 sobre o Brasil. Lionel Messi finalmente conquistou seu primeiro grande título com a seleção, preenchendo uma das maiores lacunas de sua carreira condecorada.

O gol da vitória da Argentina no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, aconteceu aos 22 minutos, após passe longo de Rodrigo de Paul para Angel Di Maria. O atacante veterano de 33 anos contou com algumas defesas desleixadas do lateral esquerdo Renan Lodi para controlar a bola e chutar para Ederson.


Quando a partida terminou, Messi se ajoelhou em lágrimas e colocou as mãos no rosto. Então a maioria de seus colegas correu em sua direção para comemorar e o jogou no ar. Uma vez criticado pelos torcedores argentinos por sua frieza, ele foi a algumas centenas de convidados gritando seu nome no Maracanã e torceu com eles. Messi aceitou o troféu antes de levantá-lo no ar durante as apresentações.

A partida no Maracanã começou com algumas surpresas. O técnico da Argentina, Lionel Scaloni, fez cinco mudanças em relação à equipe titular que derrotou a Colômbia nos pênaltis nas semifinais.

Lionel Messi derrama lágrimas de alegria de joelhos depois de vencer a Copa América. (Neson Almeida/AFP via Getty Images)

Gonzalo Montel, Christian Romero, Marcos Acuna, Leandro Paredes e Di Maria substituíram Nahuel Molina, Nicolas Tagliafico, Guido Rodriguez e Nicolas Gonzalez.

O Brasil, time conhecido por sua consistência, não fez nenhuma alteração em relação ao time que chegou à final.

As equipes foram cautelosas no início do jogo, mal oferecendo oportunidades. Quando a Argentina abriu o placar em uma rara falta defensiva para o Brasil e a elegante finalização de Di Maria, a partida ficou mais física e a Argentina conseguiu impedir que a bola chegasse a Neymar.

Angel Di Maria comemora o gol da vitória. (Alexander Schneider/Getty Images)

Neymar se esforçou com dribles e passes, mas a Seleção mal ameaçou o goleiro argentino Emiliano Martínez no primeiro tempo. A Argentina sentou-se na parte de trás, esperando o contra-ataque.

O técnico do Brasil, Tite, tentou mudar a dinâmica da partida substituindo o volante Fred por Roberto Firmino, e conseguiu fazer isso durante a maior parte do segundo tempo. Mas mesmo que a Seleção tivesse mais centralização de bola, foram poucas as chances reais.

O desempenho de Messi na final não foi tão impressionante quanto nas partidas anteriores do torneio, marcando quatro gols e dando cinco assistências. Ele teve uma chance clara aos 88 minutos e tentou driblar Ederson, mas o goleiro brasileiro o impediu.

Lionel Messi e Neymar, ex-companheiros e amigos, compartilham um momento durante a final. (Ricardo Moraes/Reuters)

“Ainda não posso chorar”, disse Di Maria após a partida. “Sonhamos em conseguir isso e lutamos. Muitas pessoas nos criticaram e nos disseram para não voltar [to the national team]. “

No entanto, o título dá algum alívio ao craque depois de todas as perguntas ao longo de sua carreira sobre sua eficácia na seleção.

A Copa América é um alívio para a Argentina, que conquistou seu último grande título quando Messi tinha apenas seis anos. A vitória de sábado no Rio deu ao time o 15º título da Copa América, mas desta vez invicto, igualando o total do Uruguai. O Brasil conquistou o título sul-americano nove vezes.


Messi, que conquistou vários títulos com o Barcelona, ​​chegou à final da Copa América três vezes e perdeu todas em 2007, 2015 e 2016. Agora, ele terá boas lembranças do Maracanã, já que a Argentina perdeu a final da Copa do Mundo de 2014 para Alemanha.

O Brasil se tornou o país-sede da Copa América no último minuto, duas semanas antes de seu lançamento, depois que Colômbia e Argentina, os organizadores originais, se retiraram. Muitos jogadores protestaram contra a realização do torneio porque a pandemia do COVID-19 está causando milhares de mortes diariamente na América do Sul, e ainda mais no Brasil, onde 532.000 pessoas morreram.

Oficiais deixaram alguns milhares de torcedores entrarem no Maracanã para decidir a partida decisiva, a única partida do torneio em que os espectadores são gratificados. Houve muito pouco distanciamento social nas festividades, e alguns fãs removeram suas máscaras.

Assistir | Diana Matheson se senta com Signa Butler da CBC para anunciar sua aposentadoria:

Diana Mathison anuncia sua aposentadoria

A jogadora de futebol canadense e jogadora olímpica Diana Matheson se senta com Signa Butler da CBC para anunciar sua aposentadoria, refletir sobre sua carreira e discutir o que vem a seguir. 8:08

READ  Corrida para substituir o presidente brasileiro foca no 'orgulhoso' ex-apoiador do Bolsonaro; Eduardo Leyte aparece como 'Governador que é gay' 'Não tenho nada a esconder'

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.