A “pior interferência em 2021” foi feita pelo zagueiro brasileiro que colocou o adversário no rosto

Um zagueiro brasileiro da segunda divisão do país, na noite de sexta-feira, realizou um confronto que foi apelidado de “o pior de 2021” quando enfrentou um adversário no rosto com suas chuteiras.

O acidente ocorreu na metade dos 45 minutos da partida de abertura da Segunda Divisão Brasileira entre o Botafogo e o Clube de Regatas Brasil (CRB).

O zagueiro Cayetano, de 22 anos, recebeu cartão vermelho direto do árbitro depois de impedir o atacante do Botafogo, Rafael Navarro, de interceptar a bola com uma cabeçada imprudente.

Shabab Plovsky continuou a errar o zagueiro despedido depois de perder por 2 a 0 para o adversário.

Caetano recebeu cartão vermelho direto por este desafio sobre Rafael Navarro, do Botafogo

Caetano, emprestado do Corinthians, acertou Navarro no rosto com a chuteira enquanto tentava impedi-lo de avançar para o gol.

O desafio inicialmente pareceu causar uma lesão séria a Navarro quando ele correu para o campo, mas ele rapidamente se levantou, mostrando um ferimento feio no nariz como resultado do desafio.

O árbitro Antonio Depp Moraes de Sousa não deixou dúvidas sobre o que fazer e rapidamente acenou com o cartão vermelho antes que Caetano pudesse se reerguer.

Este foi o pior tratamento de 2021? Deixe-nos saber na seção de comentários abaixo.

Rafael Navarro após erro de Caetano
Rafael Navarro parecia estar gravemente ferido quando entrou em campo após o desafio

A parte mais chocante do incidente foi que alguns de seus companheiros de equipe do CRB tentaram contestar a decisão do árbitro de expulsá-lo.

A expulsão foi o segundo cartão vermelho de Caetano e o primeiro que recebia desde 2019, quando estava emprestado ao Oeste FC-SP.

READ  Bolsonaro insta Senado brasileiro a impugnar juiz da Suprema Corte

Navarro se recuperou rapidamente do desafio assustador e mais tarde fez o gol de abertura para os donos da casa, que derrotaram o CRB por 2 a 0 e ficaram em segundo lugar na segunda divisão brasileira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *