A empresa de fretamento da Avianca Brasil se prepara para apreender 20 por cento da frota da companhia aérea

São Paulo (Reuters) – A companhia fretada se prepara para receber de volta 10 aviões da Avianca Brasil, quarta companhia aérea do país, após uma audiência de falência na segunda-feira, que pode atrapalhar voos de milhares de passageiros, disse uma fonte a par do assunto. .

Os 10 Airbus A320 respondem por mais de 20 por cento da frota atual da Avianca Brasil, de acordo com dados fornecidos pelo órgão regulador da aviação do Brasil, levantando dúvidas sobre a capacidade da companhia aérea de voar todo o seu horário caso o avião seja apreendido.

Mais aviões podem ser perdidos no futuro. A GE Capital Aviation Services e uma subsidiária estão buscando o recall de 12 aeronaves Airbus A320 da Avianca Brasil, de acordo com James Lawton, porta-voz da GE.

Quando a companhia aérea pediu concordata no mês passado, ela discutiu a possibilidade de perder 14 aviões, o que afetaria 77.000 passageiros em um período de três semanas.

Um representante da Avianca Brasil não quis comentar. O pedido de falência veio depois de anos de perdas crescentes e atrasos nos pagamentos das aeronaves.

Os pedidos de falência, embora proporcionem proteção aos credores, não cobrem os arrendamentos, que dão origem a toda a frota de 46 aeronaves da empresa.

Entre o final de 2016 e setembro de 2018, as obrigações da Avianca Brasil com os locadores de aeronaves multiplicaram-se por cinco, para 415 milhões de reais ($ 112 milhões), de acordo com as demonstrações financeiras da empresa.

No entanto, um juiz de falências brasileiro manteve uma decisão que teria permitido à Aircastle recuperar os aviões no mês passado. No entanto, essa estadia expira na segunda-feira.

READ  SuperBike Brasil: Motociclista cruza a linha e festeja mais cedo | noticias do mundo

Desde a emissão da moratória, a Avianca Brasil não fez nenhuma proposta à Aircastle que permitisse à empresa manter a aeronave, disse a fonte. A fonte acrescentou que a Avianca Brasil deve ao Aircastle mais de US $ 30 milhões.

As apostas também são significativas para a Aircastle, com a Avianca Brasil sendo seu maior cliente individual, respondendo por cerca de 7 por cento de seu valor contábil líquido, de acordo com as divulgações financeiras do locador.

A Avianca Brasil é separada da conhecida Avianca Holdings SA, com sede na Colômbia. Mas eles compartilham o mesmo proprietário, uma empresa familiar que pertence em parte ao empresário boliviano nascido na Alemanha, Efromović.

A United Continental Holdings concedeu à empresa familiar um empréstimo de US $ 500 milhões em novembro passado.

Nenhuma das partes revelou por que o empréstimo era necessário, mas Efromović foi processado por não pagamento de suas dívidas nos Estados Unidos e no Brasil nos últimos anos. ($ 1 = 3,7138 riais) (Reportagem de Marcelo Rochabon)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *