31 crianças morrem em debandada em feira da igreja na Nigéria

ABUJA, Nigéria (Associated Press) – A debandada de sábado em um evento de caridade da igreja no sul da Nigéria matou 31 pessoas e feriu sete, disse a polícia à Associated Press, um desenvolvimento impressionante em um programa destinado a fornecer esperança aos necessitados. Uma das testemunhas disse que entre os mortos estavam uma mulher grávida e várias crianças.

A debandada no evento organizado pela Igreja Pentecostal da Sociedade dos Reis em Rivers incluiu pessoas que compareceram ao programa anual de caridade “Compras de graça” da igreja, de acordo com Grace Ering Coco, porta-voz da polícia.

Tais eventos são comuns na Nigéria, a maior economia da África, onde mais de 80 milhões de pessoas vivem na pobreza, segundo estatísticas do governo.

O programa de caridade deveria começar no sábado às 9h, mas dezenas chegaram às 5h para garantir seu lugar na fila, de acordo com Iring Coco. De alguma forma, o portão fechado se abriu, causando uma debandada, disse ela.

Godwin Tibekor, da Agência Nacional de Gerenciamento de Emergências da Nigéria, disse que os socorristas conseguiram evacuar os corpos daqueles que foram pisoteados até a morte e os levaram para o necrotério. As forças de segurança isolaram a área.

Mais tarde, dezenas de moradores lotaram o local, lamentando os mortos e prestando qualquer assistência possível aos trabalhadores de emergência. Médicos e equipes de emergência trataram alguns dos feridos enquanto estavam deitados em campo aberto. Vídeos do local mostraram roupas, sapatos e outros itens destinados aos beneficiários.

“Havia muitas crianças” entre os mortos, disse uma testemunha que se identificou apenas como Daniel. Cinco das crianças mortas eram de uma mãe, disse ele à Associated Press, acrescentando que uma mulher grávida também perdeu a vida.

READ  Melvin Capital pondera desmantelar um fundo existente para iniciar um novo fundo: Fontes

Alguns membros da igreja foram atacados e feridos por parentes das vítimas após a debandada, de acordo com a testemunha Christopher Eze. A igreja se recusou a comentar a situação.

Uma porta-voz da polícia disse que os sete feridos estavam “respondendo ao tratamento”.

Um evento de “compras grátis” foi suspenso enquanto as autoridades investigam como a debandada ocorreu.

A Nigéria viu uma debandada semelhante no passado.

Vinte e quatro pessoas foram mortas em uma reunião lotada em uma igreja no estado de Anambra, no sudeste, em 2013, enquanto pelo menos 16 foram mortas em 2014, quando uma multidão saiu do controle enquanto verificava os empregos do governo na capital, Abuja.

A jornalista da Associated Press Hilary Ogoro contribuiu em Warri, Nigéria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.