3 grandes incêndios ainda preocupantes

No briefing na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), Carnaxed, sobre os incêndios em Portugal, o comandante André Fernandez acrescentou que na quinta-feira houve 91 incêndios em Portugal Continental, 84 dos quais foram rapidamente resolvidos. .

Sete outros demoraram mais de uma hora e meia a assumir o controlo, e três deles estão ainda hoje ativos, em Benespera, na Guarda, em Marzagão, no concelho de Carrazeda de Ansiães (província de Bragança), e em Ourém, em Santarém, depois que o incêndio em Sèvres de Fogga foi descartado, hoje é por volta do meio-dia.

O combate a incêndios em Orem está “evoluindo positivamente”, com 439 funcionários operacionais, 135 veículos e três meios aéreos.

Na Guarda, o flanco direito de fogo do Pennespira manteve-se sob 90% de controlo de fogo, o restante perímetro de fogo estava em nivelamento, ocupando 225 elementos operacionais, apoiados por 80 viaturas e poder aéreo.

André Fernandez disse que o incêndio em Carrazeda de Ancias tem duas frentes ativas e foi uma preocupação para a proteção civil “pela sua vastidão e, sobretudo, porque se encontra numa zona inacessível às forças a pé”, salientando que este incêndio foi por 226 trabalhadores e 73 Um veículo e quatro meios aéreos.

André Fernandez confirmou que até agora houve ferimentos leves, mas nada relevante em termos de danos ou vítimas no combate a esses incêndios.

READ  Músicos afegãos recriam sua famosa escola em Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.